quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

GERALDO ALCKMIN ENTREGA APARTAMENTOS POPULARES NO CENTRO DE SÃO PAULO.

O governador Geraldo Alckmin acompanhado do prefeito eleito João Dória, de Rodrigo Garcia. Secretário Estadual de Habitação e também do prefeito Fernando Haddad, entregou nesta quinta-feira, 29, os primeiros 126 apartamentos para famílias de baixa renda construídas em parceira com a iniciativa privada, através das famosas PPPs de habitação - Parceria Público Privada de Habitação do país. 
As residências foram construídas na Rua São Caetano, região central da capital, em tempo recorde no setor de construção de moradia popular, a OIS (Ordem de Início de Serviço) foi dada em setembro de 2015 e as obras foram iniciada efetivamente somente no mês de janeiro de deste ano de 2016. 
Estes apartamentos foram entregues a famílias lideradas pelo Centro Gaspar Garcia Marques de Defesa dos Direitos Humanos, uma das muitas organizações que lutam por moradias populares na cidade de São Paulo. “São Paulo inova ao fazer a primeira PPP para Habitação e recuperando o centro expandido da capital, trazendo de volta as pessoas para morarem na região”, declarou o governador. 
Alckmin lembrou que São Paulo é o único Estado da Federação que destina 1% do ICMS para habitação de interesse social e de mercado popular. 
Rosalvo Salgueiro, líder dos movimentos populares também presente, explicou que há no seio dos movimentos um certo desapontamento com a forma de escolha da entidade beneficiada, mas disse também estar confiante na aplicação de critérios mais republicanos nos próximos empreendimentos. 
Salgueiro comentou ainda, que confia no governador e lembrou que "Geraldo Alckmin está toda semana entregando obras à população, apesar da crise econômica em que vive o pais. Estados como o Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e outros não estão conseguindo sequer pagar os salários dos funcionários e aposentados." 
Os apartamentos entregues hoje fazem parte do “Lote – 1” desta primeira PPP que prevê a construção de 3.683 moradias no Centro de São Paulo. 2.260 habitações serão de interesse social, voltadas para famílias com renda de um a cinco salários mínimos e com financiamento subsidiado pelo Governo do Estado. 
Outras 1.423 habitações serão de mercado popular, direcionadas para famílias que recebem entre seis e dez pisos salariais, sem financiamento subsidiado. 
Além das moradias entregues nesta quinta, está prevista a construção de 91 apartamentos, já em obras, num terreno entre a Rua Helvetia e a Alameda Glete. 
As unidades restantes da PPP de Habitação do Centro serão construídas na antiga Usina de Asfalto da Barra Funda, cujo terreno será doado pela administração municipal. 
Também estão com ordem de início de serviços as obras de 1,2 mil apartamentos em dois terrenos ao lado da Praça Júlio Prestes e da Sala São Paulo. 
A obra tem o objetivo de revitalizar a região da Luz, com o fluxo de moradores e dos clientes dos comércios que serão instalados no residencial, que terá fachadas ativas. 
O conjunto habitacional terá um boulevard arborizado para pedestres, em continuidade à Rua Santa Ifigênia, com áreas de lazer e paisagismo. 
Terá ainda a nova sede da Escola de Música Tom Jobim e uma creche.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Rosalvo Salgueiro assina a escritura de terreno do Bresser.

Após muitas lutas e espera, enfim foi assinado as escrituras das Associações que faram parte do empreendimento de moradia popular, na região do Bresser-SP.
Rosalvo Salgueiro grande líder de movimentos habitacionais participou da cerimônia assinando pela entidade a qual representa, juntamente com outros companheiros que formalizaram assim, a conclusão e término de mais esta demanda.
Esteve presente o Secretario da Habitação Municipal, João Sette Whitaker e o Presidente da COHAB Geraldo Juncal.
 









sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Prefeito Chico Brito (PT) de Embu das Artes, envia assinado um termo de compromisso com quatro associações.

Rosalvo Salgueiro juntamente com seus companheiros da Habitação, Chico Terra, Manelão, Salgueiro, Ludmila, e Amanda, o Vereador Carlinhos do Embu seu assessor Zé Luiz com o filho Gabriel, Rosângela Santos, e Roberta Nascimento do Canal do Eleitor, receberam os documentos assinado através do Secretario do meio ambiente, e desenvolvimento urbano, José Ovídio, que trouxe assinado pelo Prefeito Chico Brito, um termo de compromisso do programa minha casa minha vida, com quatro associações, Terra Nossa, Pastoral Social, Núcleo Betel e Associação Vila das Artes. 
Agora é dar inicio aos trabalhos, como disse o Rosalvo, é um leão por dia!





quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Dória é contra movimentos de habitação fazer protestos com queimas de pneus, e qualquer outra forma que impeça o ir e vir de outros cidadãos.

Eleições 2016
Dória estava com Rosalvo Salgueiro, que lidera o grupo Movimento Terra de Deus

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, João Dória, criticou na manhã dessa terça-feira, 30, a ação de integrantes do MTST que bloquearam pontos das marginais Tietê e Pinheiros e das avenida Radial Leste e Francisco Morato em protesto contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff e o governo do presidente interino Michel Temer.
No fim do evento, ele disse que a presidente "sairá pela porta dos fundos".
"Movimento de habitação devia se ocupar com aquilo lhe foi destinado, e não queimar pneus na Marginal", disse o tucano. Dória visitou a obra de um condomínio residencial popular no centro da cidade que está sendo construído por meio de uma Parceria Público Privada (PPP).
O candidato estava acompanhado de Rosalvo Salgueiro, que lidera o grupo Movimento Terra de Deus e atua na mesma área do Movimento Sem Teto. "Faz tempo que o MTST deixou de ser um movimento popular de habitação. Virou um faz tudo", disse Salgueiro.
Questionado sobre qual seria a sua estratégia em relação às ocupações, o tucano prometeu diálogo. "Vamos estudar caso a caso. Vamos conversar com os líderes"
No fim da agenda, Dória voltou a criticar o PT. "São 13 anos que prejudicaram muito o Brasil. Foram 13 anos de corrupção. Dilma vai sair pela porta dos fundos"

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Senhora encontra-se algemada em protesto pacífico na Câmara Municipal de Taboão da Serra.

Joselina Maria Rodrigues Garcia
A senhora Joselina Maria Rodrigues Garcia, está desde a última terça-feira (02) em protesto pacífico na Câmara Municipal de Taboão da Serra, reivindicando a recolocação de 150 famílias que segundo ela foram tiradas de programas Habitacionais da Cidade. 

A senhora Joselina nos relatou que no dia 22/01/2015 já havia sido retirada do Plenário algemada, e seus companheiros tiveram os 3 celulares recolhidos, para não fotografarem a truculência pela qual a mesma fora submetida, os celulares só forma devolvidos na Delegacia.
Foram feitas propostas para que ela desista do protesto, retornando assim para o movimento, mas ela disse que somente com a volta dela, não desistirá, só irá parar o protesto, após ter em mãos documentos que reintegre as outras 150 famílias.

O Presidente da Câmara Cido da Yafarma, disse que não irá interferir no protesto, a senhora Joselina declarou que vem sido muito bem assistida pelo Presidente da Casa de Lei e seus Assessores.  

"Ainda não conseguimos falar com as associações Família Feliz e Bem Viver".

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Rosalvo Salgueiro recebi oficialmente o Certificado como Conselheiro Municipal.

Este ano de 2016 foi decisivo para os movimentos Habitacionais, o MOP Movimento Popular, conseguiu 3 cadeiras, dentre elas, estará o já atuante Rosalvo Salgueiro.
Um movimento com uma forma diferenciada, e uma visão de compromisso com suas entidades e associações, o MOP tem crescido e ganhado força na Capital Paulista e região Metropolitana.
Sempre usando a diplomacia para solução e resolução de seus contratos e pedidos perante o Governo, diferente de muitos outros movimentos, o MOP tem como prioridade o interesse do bem mútuo para todos os participantes e associados, sem invasões e sempre respeitando tudo na forma da lei.
Parabéns a todos os Conselheiros e Suplentes que lideram a chapa MOP.





quarta-feira, 18 de maio de 2016

O MOP conquistou três cadeiras no Conselho Municipal de Habitação.

Geraldo Juncal Presidente da COHAB-SP vizita locais de votação
No último domingo, 15 de maio, os movimentos populares ligados às questões de moradia popular na Cidade de São Paulo disputaram as eleições para composição do Conselho Municipal de Habitação. Composto 48 conselheiros sendo 16 representantes do governo, 16 representantes da chamada Sociedade Civil Organizado: 
Sindicatos, Universidades, OAB entre outras e 16 representantes dos movimentos populares, somente estes últimos é que são escolhidos diretamente pela população da cidade em eleições organizadas pelo TRE– Tribunal Regional Eleitoral que delega à Prefeitura Municipal a tarefa. 
O CMH foi criado pela Lei 13.425/02  que tem caráter consultivo, fiscalizador e deliberativo com atribuições de conceber, gestar e implementar a política habitacional do município, com poderes para atuar nas ações da Secretaria Municipal de Habitação e poderá decidir, por exemplo, sobre destinação dos recursos para a construção mutirões, conjuntos habitacionais, regularização fundiária e programas de urbanização de favelas. 
Segundo Rosalvo Salgueiro, líder do MOP, esta foi a primeira vez que o partido se envolveu de maneira solidária ao movimento popular, muito embora não tenha ajudado financeiramente. O Vereador Mário Covas Neto, presidente do diretório municipal do PSDB soltou uma circular de apoio e pedindo aos filiados para votarem, o Vereador Aurélio Nomura, líder da bancada dos tucanos na Câmara Municipal abriu os espaços do legislativo municipal para as reuniões mais amplas do movimento, além dos candidatos Edson Aparecido, Daniel Anemberg, Beatriz Botelho, todos do PSDB e Fabio Fortes do PMDB que de alguma forma se envolveram no processo. 
Vários dos segmentos internos do partido Capital ajudaram na divulgação, como foi principalmente o caso das Mulheres, o grupo Tucanos de Fogo e outros. Para Rosalvo Salgueiro este apoio é muito importante, pois mesmo não representando muito em contingente de votos é fundamental como peso político. 
Além do MOP – Movimento Popular, que tem atuação próxima ao governo do Estado de São Paulo, portanto do PSDB, estavam na disputa a CMP – Central de Movimentos Populares, UMM – União dos Movimentos de Moradia e FLM – Frente de Lutas por Moradia, que são ligados ao Partido dos Trabalhadores e o MUHAB – Movimentos Unidos pela Habitação ligado ao PC do B. Estas foram as eleições mais equilibras desde que o conselho existe, nenhuma das forças em disputa fez mais de três cadeiras, depois da apuração o resultado ficou assim: MOP com três cadeiras, CMP com três cadeiras, UMM com três cadeiras, FLM com três cadeiras e o MUHAB com quatro cadeiras, mas há que se observar que o MUHAB estava também integrado pelo CONSEHAB que é ligado ao Vereador Gilson Barreto do PSDB e ficou com uma cadeira.

domingo, 1 de maio de 2016

Foi dada a partida na pré Campanha, do pré Candidato a Prefeito de São Paulo João Dória.


O pré Candidato a Prefeito de São Paulo João Dória, falou de diversos projetos como Educação, Desenvolvimento Urbano, Privatização, Habitação Popular e muitos outros, mas algo que realmente tocou os que ali estavam, principalmente aos que fazem parte de Movimentos de Moradia como Rosalvo Salgueiro, foi a frase em que o João Dória diz, "Quem disse que habitação popular não pode ter vida com dignidade" e mais, ele deixou claro o desejo de mudar por completo a visão neste sentido, buscando investimentos no setor privado, e modificando as construções, para vertical, e provoca dizendo,"Quem me convence que um prédio popular não possa ter 6, 7, 8, 10 andares, com atividades de esporte e lazer, com transporte próximo e um pequeno centro de compras."
Movimento Popular MOP 100% Compromisso



terça-feira, 26 de abril de 2016

Eleição dos representantes dos movimentos populares no Conselho Municipal de Habitação

"Integrantes da Chapa 202"
No próximo dia 15 de maio os movimentos populares da Capital de São Pulo estarão disputando 16 cadeiras no Conselho Municipal de Habitação que é composto por 48 conselheiros, sendo 16 indicados pelo governo, 16 pela chamada sociedade civis organizados, onde se enquadram as universidades, as centrais sindicais, a OAB, as ONGs e as assessorias técnicas. 
No pleito deste ano de 2016 três chapas estão concorrendo ao Conselho, a Chapa 101 da UMM que é ligada ao PT, a 202 do MOP que tem atuação mais próxima ao governo de Estado de São Paulo, portanto do PSDB e a Chapa 303 do MUHAB do PC do B. 
A expectativa é que cada cadeira importará em 3 mil votos, já que na eleição passada apenas duas chapas disputaram as eleições e o coeficiente foi de 2 mil e oitocentos votos. Dentre todos os conselheiros apenas os representantes dos movimentos populares são eleitos por voto direto e universal de todos os eleitores da cidade de São Paulo. 
Os locais de votação estarão distribuídos de acordo com as zonas eleitorais, uma zona em cada endereço que geralmente estão nas Subprefeituras e outros próprios da municipalidade, já que são 58 zonas eleitorais e apenas 31 subprefeituras. 
Segundo, Rosalvo Salgueiro, um dos líderes da Chapa 202 o Conselho é deliberativo e tem sua existência e funções definidas pela Lei Municipal nº 13.425/02, com as atribuições de conceber, gestar e implementar a política habitacional do município, por isso pode ser um instrumento de apoio, ou um entrave ao Prefeito da Capital.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Reunião do MOP na Câmara Municipal de São Paulo, teve a presença de várias lideranças.

Reunião na Câmara Municipal de São Paulo neste dia 12 de Abril para discussões referente as demandas dos movimentos, e principalmente sobre a Campanha das eleições do Conselho Municipal de Habitação, teve a presença de várias lideranças da chapa MOP 202, como o Rosalvo Salgueiro, Arlete Lourdes, Alex Alves, Quintana, Beatriz Botelho, Vicente Leme, Robertinho da FECAP 5, dentre outros, algumas pessoas disseram ter ficado surpresos com a quantidade de pessoas que saíram de suas casas em uma terça-feira, enfrentando o transito caótico desta Cidade, mas que foram e mostraram para que vieram, afirmaram estarem muito confiantes com o empenho de seus aliados tanto nas associações como nos institutos. 


domingo, 3 de abril de 2016

Conheça a lista das Associações e Institutos que formam a chapa MOP (Movimento Popular).

1.       Movimento Terra de Deus de Todos
2.       Instituto Paulista de Apoio às Cidades – IPAC
3.       MAC – Movimento Associado Comunitário
4.       Instituto de Inclusão Social Alto da Liberdade
5.       Associação Cultural – OGBAN
6.       Ass. Dos Moradores do Conj. Habit. Teotônio Vilela
7.       MOSOBE – Movimento Social Beneficente
8.       Associação de Ajuda Mútua Jardim Paquetá
9.       Associação Mulheres da Columbia
10.     Rede Solidariedade
11.     Ass. Comunitária do Jd. São Jorge & Adjacências
12.     Núcleo Betel
13.     Núcleo Centro Social URS Belle
14.     Pastoral Social
15.     Associação Comunitária dos filhos da terra
16.     Ass. Comunitária do Movimento Popular Social - MPS


Encontre o local de votação do Conselho Municipal de Habitação, dia 15/05/2016.



Atenção amigos, encontre o local de votação mais próximo de sua residência.
Documentos necessários:
RG
Titulo Eleitoral

01 - Bela Vista
Subprefeitura Sé
Rua Alvares Penteado, 49 – Centro

02 – Perdizes
EMEI Santos Dumont
Rua Diana, 250 Vila Pompéia

03 – Santa Efigênia
EMEI Patrícia Galvão
Rua Augusta, 101

04 – Mooca
Subprefeitura da Mooca
Rua Taquari, 549 – Mooca

05 – Jd. Paulista
EMEI Antônio Branco Lefreve
Rua Dr. Ovídio Pires de Campo, 342 – Jd. Paulista

06 – Vl. Mariana
Subprefeitura Vila Mariana
Rua José de Magalhães, 500

20 – Valo Velho
CÉU\EMEF Feitiço da Vila
Rua Feitiço da Vila, S\Nº

246 – Santo Amaro
Subprefeitura de Santo Amaro
Pça Floriano Peixoto, 54

247 – São Miguel
EMEF Arquiteto Luís Saia
Rua Américo Gomes da Costa, 93

248 – Itaquera
Subprefeitura Itaquera
Rua Augusto Carlos Bauman, 851

249 – Santana
Subprefeitura Santana
Av. Tucuruvi, 808

250 – Lapa
Subprefeitura Lapa
Rua Guaicurus, 1000

251 – Pinheiros
Subprefeitura Pinheiros
Av. Nações Unidas, 7123

252 – Penha
Subprefeitura Penha
Rua Candapuí

253 – Tatuapé
EMEI Quintino Bocaiúva
Rua Monte Serrat, 468

254 – Vila Maria
Subprefeitura Vila Maria
Rua General Mendes, 111

255 – Casa Verde
Subprefeitura Casa Verde
Av. Ordem e Progresso, 1001

256 – Tucuruvi
EMEF Esmeralda Sales
Rua Maria Amália Lopes Azevedo, 2167

257 – Vila Prudente
Subprefeitura Vila Prudente
Av. do Oratório, 172

258 – Indianópolis
EMEF João Carlos da Silva Borges
Alameda dos Tupiniquins, 1473

259 – Saúde
EMEF Jean Mermoz
Rua Correia de Lemos, 30

260 – Ipiranga
Subprefeitura Ipiranga
Rua Lino Coutinho, 444

280 – Capela do Socorro
Subprefeitura Capela do Socorro
Rua Cassiano dos Santos, 499

320 – Jabaquara
Subprefeitura Jabaquara
Av. Armando Arruda Pereira, 2312

325 – Pirituba
Pç de Atendimento Subprefeitura Pirituba
Rua Dr. Felipe Pinel, 12 Pirituba

326 – Ermelino Matarazzo
Subprefeitura Ermelino Matarazzo
Av. São Miguel, 5550

327 – Nossa Senhora do Ó
EMEF Érico Veríssimo
Rua Rafael Alves, 295 – Vila Marina Freguesia do Ó

328 – Campo Limpo
Subprefeitura Campo Limpo
Rua Nossa Sra. Do Bom Conselho, 59

346 – Butantã
Subprefeitura Butantã
Rua Ulpiano da Costa Manso, 201

347 – Vila Matilde
EMEF Visconde de Cairu
Praça Araruva, 199

348 – Vila Formosa
Subprefeitura Aricanduva
Rua Esponina, 82

349 – Jaçana
Subprefeitura Jaçana
Av. Luís Stamats, 300

350  - Sapopemba
Subprefeitura de Sapopemba
Av. Sapopemba, 9.064

351 – Cidade Ademar
Subprefeitura Cidade Ademar
Av. Yervant Kissajikian, 416

352 – Itaim Paulista
Subprefeitura Itaim Paulista
Av. Marechal Tito, 3012

353 – Guaianazes
Subprefeitura Guaianazes
Estr. Itaquera\ Guaianazes, 2565

371 – Grajaú
CÉU Navegantes
Rua Maria Moassab Barbour, 07

372 – Piraporinha
Subprefeitura  M´Boi Mirim
Av. Guarapiranga, 1265

373 – Capão Redondo
CÉU Capão Redondo
Rua Daniel Gran, s\n Jd. Modelo

374 – Rio Pequeno
CÉU Butantã
Av. Eng Heitor A. Eiras Garcia, 1870

375 – São Mateus
Subprefeitura São Mateus
Av. Ragueb Choffi, 1400

376 – Brasilândia
Subprefeitura Freguesia do Ó
Av. João Marcelino Branco, 95

381 – Parelheiros
Subprefeitura Parelheiros
Av. Sadamu Inoue, 5252

389 – Perus
Subprefeitura Perus
Rua Ylidio Figueiredo, 349

390 – Cangaíba
CÉU Quinta do Sol
Av. Luis Imperato, 564

392 – Ponte Rasa
EMEF Wanny Salgado Rocha
Rua Silvio Ribeiro dos Santos, 104

397 – Jardim Helena
EMEF Raimundo Correa
Rua Dr. José de Porciúncula, 986

398 – Vila Jacuí
Subprefeitura de São Miguel
Rua Ana Flora Pinheiro de Souza, 76

403 – Jaraguá
EMEF Deputado Rogê Ferreira
Rua Filonilia Gonçalves dos Santos, S\N Jaragua

404 – Cidade Tiradentes
Subprefeitura Cidade Tiradentes
Estrada do Iguatemi, 2751

405 – José Bonifácio
CÉU Inácio Monteiro
Rua Barão Joaquim do Amparo, s\n

408 – Jd. São Luís
EMEF Procópio Ferreira
Av. Fim de Semana, 527 – Jd. São Luís

413 – Cursino
EMEI Prof. Fátima Regina da Cruz Sabino Calada
Rua Mario Quintana, 15 Jd. São Silvério – Sacomã

417 – Pq. Do Carmo
EMEF Prof Aurélio Arrobas Martins
Av. Afonso de Sampaio e Souza, 2051

418 – Pedreira
CÉU Alvarenga
Estrada do Alvarenga, 3752

420 – Vila Sabrina
EMEF Prof Mª Isabel Pacheco de Almeida Ribeiro
Rua Francisco Franco Machado, 160

421 – Teotônio Vilela
CÉU Sapopemba
Rua Manoel Quirino de Matos, s\n

422 – Mandaqui
EMEF Com. Gastão Moutinho
Rua Cel. João da Silva Feijó, 40


quinta-feira, 31 de março de 2016

Minha Casa Minha Vida chega à 3ª fase com 2 milhões de novas moradias até 2018.


Para aqueles que tem o sonho da casa própria, a nova etapa do Minha Casa Minha Vida, trará um pouco mais de ânimo povo guerreiro, não parem de lutar, e de sonhar, pois um homem sem sonhos, é um homem sem propósitos, clique nos links abaixo através do site Portal Brasil e confira, faça também a simulação de compra da tão sonhada casa própria. 

A presidente Dilma Rousseff lança, nesta quarta-feira (30), a terceira fase do programa Minha Casa Minha Vida, com o objetivo de contratar mais 2 milhões de moradias a serem construídas até 2018. 
A nova etapa do maior programa habitacional da história do Brasil terá como novidade a criação de uma nova faixa de renda, a faixa 1,5, que vai facilitar a compra da casa por famílias que ganham até R$ 2.350.
No total, o Minha Casa Minha Vida 3 prevê investimentos de R$ 210,6 bilhões ao longo de três anos, que continuarão a dinamizar o setor de construção civil e a economia como um todo. Desse montante, R$ 41,2 bilhões virão do Orçamento Geral da União e R$ 39,7 bilhões de subsídios do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O aporte de recursos foi aprovado pelo Conselho Curador do Fundo e não acarretará prejuízos aos trabalhadores. Os R$ 129,7 bilhões restantes virão de financiamentos realizados por meio do FGTS.

Fontes-Portal Brasil   Minha Casa Minha Vida

sábado, 26 de março de 2016

Reunião da chapa MOP no diretório do PSDB.

A reunião do MOP (Movimento Popular) no diretório municipal do PSDB, teve a presença de diversos líderes, de associações e instituições ligada a movimentos populares.
Na reunião ficou definida diversas colocações rumo as eleições do Conselho Municipal de Habitação.





Esteve presente diversos Coordenadores de associações e instituições.

Rosalvo Salgueiro
Alex Alves
Antônio Quintana
Ana Maria
Ana Lúcia
Edilson Gaião 
Maria Nazaré